Archive for November, 2011

A Fossa

Posted in Uncategorized on November 11, 2011 by renatocruzatto

E ninguém conhecia, ninguém fazia ideia do enorme prazer em cometer aquele ato. Preparava praticamente um ritual, uma cerimônia religiosa. Louvava ao deus Fezes. Glorificava-o. Me cobria em seu sangue. Me consolava, chorava, pedia perdão. O mais importante era estar ungido, untado em sua essência. Besuntado. Glória.

Mas não foi sempre assim. No começo, entrava nos banheiros e ficava confuso. Era como um Gay enrustido, daqueles que se fazem de homofóbicos, ao ver dois caras se beijando: “que merda”. E num belo dia me vi escolhendo o banheiro mais judiado pra entrar e dizer, agora num tom um tanto diferenciado: “que merda”. E nesse momento vislumbrei meu destino.

Facilmente arranjei um emprego de limpa-merda. Emprego esse que me satisfez por  algum tempo. Estava em meu habitat natural. E o importante é que aprendi a não deixar vestígios. Deixava a cena do crime impecável, de tal forma que ninguém jamais desconfiou das atrocidades que naqueles cubículos aconteciam.

Foram-se os meses, e eu só queria mais. Queria me sentir satisfeito. Queria sentir a plenitude, estar unido com meu deus, ser uma coisa só. Eu via o futuro, pressentia que era o meu destino, sabia exatamente onde acabaria.

Foi então que decidi parar de adiar, e caminhei. Rumo à minha redenção. E Ele me aguardava, de braços abertos. Sabia que desde aquele acidente, há 20 anos atrás, tudo na minha vida tinha se encaminhado pra esse momento. E foi então que me joguei. Amém.

Advertisements