candy candy candy candy candy

*durante toda a conversa, esse som toca ao fundo*

 

– escuta aqui, cara. tem algo que eu tô querendo te dizer há algum tempo.
– hm?
– presta atenção, porque pouquíssimas pessoas sabem do que eu sei. esse conhecimento só chega em mãos das pessoas mais
preparadas. uma vez que você sabe disso, não tem volta. sua vida não vai ser a mesma.
– eita.
– é. tá pronto?
– hãaam. acho que sim.
– a vida é igualzinha ragnarok.
– hã?
– é isso mesmo: a vida é igualzinha ragnarok.
– o jogo?
– sim! você nasce, vive seus primeiros momentos como um bom aprendiz. daí tem de escolher um trabalho, e ficar muito bom nele.
você não percebe?
– eu entendo que, assim como outros rpgs, ragnarok foi feito pra se parecer com a vida real de alguma forma….
– mas ainda não cheguei no ponto. o ponto é: a maioria desiste antes, mas, uma vez que você se torna extremamente bom, você tem a
chance de “renascer”. pra isso, você tem que passar por uma quest.
– e daí?
– passar pelo processo de renascimento significa esquecer de tudo. voltar a ser uma criança, voltar ao level 1. é como se você passasse
a enxergar o mundo com outros olhos, como uma pessoa diferente. no fundo, você sabe que você ainda é você, mas tem algo que
mudou. dessa vez, você não é um aprendiz comum. você é um aprendiz transcendental. recuperar suas memórias antigas irá dar um
certo trabalho, mas você vai perceber que, dessa vez, será 100% você. todo o seu potencial terá sido despertado. você será capaz de
coisas que nem sequer imaginava serem possíveis; será capaz de pensar além. com o tempo, você será um verdadeiro transclasse. e
cara, as pessoas percebem quando estão conversando com um transclasse. tem… algo diferente neles.
– wow. mas o que isso tudo tem a ver com a vida? é só um jogo, cara.
– e se eu te dissesse que eu não somente encontrei essa quest, como também passei por ela?
– na vida real?
– sim! você tá conversando com um aprendiz transcendental.
– eu tô falando é com um demente, cara. um doido. maluco. louco. insano. alienado. tãn-tãn.
– é sério, porra. há quanto tempo somos amigos? você não confia em mim? então. como eu ia dizendo, você só precisa de um… erhm,
item.
– item?
– é. enfim, isso não é importante. o que importa é: eu acho que você tá pronto. você se sente pronto?
– bem. a vida tem andado muito entediante mesmo. vamo nessa. o que eu faço?
– é só deixar isso debaixo da sua língua.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: